REPÚDIO

A fala de Lula gerou uma nota de repúdio da Associação Nacional dos Promotores de Justiça do Brasil. Na nota, o presidente da entidade afirma que não compete ao chefe do Executivo mandar prender no estado democrático de direito e sim à Justiça. Em síntese, a fala de Lula foi recebida como um discurso ditatorial, ou seja, a fala de um líder político que não vacilaria, no futuro, atropelar o Judiciário para se vingar de quem o investiga no presente.

Compartilhar
Notícia AnteriorINDIRETA
PróximaEM BRASÍLIA