Recorde: apreensões de drogas em 2020 são 42% maior que 2019

Fotos: Divulgação/PMR

A PMR (Polícia Militar Rodoviária) informou nesta terça-feira (5/5), que bateu recorde nas apreensões de drogas desde janeiro de 2020 até agora. O total de apreensões é 42% maior se comparado com o mesmo período de 2019.

No ano passado, o recorde histórico de ilícitos apreendidos foi 89,5 toneladas. Naquele primeiro quadrimestre, a PMR apreendeu 16,3 toneladas de drogas. Já no primeiro quadrimestre deste ano, foram 37,6 toneladas de drogas tiradas de circulação, superando a marca histórica em mais de 18 toneladas, para o primeiro quadrimestre do ano.

Abril também foi marcado pelo maior volume de apreensão de drogas de toda a história da PMR, para um único mês. Foram 27 toneladas contra 16,2 toneladas apreendidas em dezembro de 2017 – até então, o maior volume de apreensão em único mês.

O volume aprendido em 2020 representa 42% de toda a droga apreendida em 2019, ano em que se registrou o recorde histórico de apreensão de entorpecentes nas rodovias estaduais de Mato Grosso do Sul.

As apreensões do primeiro quadrimestre de 2020 é resultado do registro de 93 flagrantes, apreensão de 72 veículos, dentre eles oito caminhões/carretas e três motocicletas; 129 pessoas foram presas por tráfico der drogas, dos quais 73,6% são homens. Prejuízo ao crime avaliado em mais de R$ 40 milhões.

A maconha e seus derivados ainda são as drogas de maior volume de apreensão pela PMR representando neste ano 99% das drogas apreendidas.

Para o comandante da PMR, o tenente coronel Wagner Ferreira da Silva, “enfrentar o tráfico nas rodovias de MS representa um serviço do Estado à toda sociedade brasileira, pois interrompe um ciclo criminoso, descapitaliza o crime organizado e contribuiu diretamente na diminuição da violência urbana”.

Luiz Guilherme – Maracaju Hoje