Professores querem implantar sede do Sesi em Maracaju

Foto: Assessoria

Maracaju pode ter uma sede do Sesi instalada no município. Trata-se de uma demanda já requerida por muitos universitários do curso de agronomia da cidade, que atualmente precisam viajar para outras localidades afim de realizar o curso, por isso, visando melhorias para a educação, bem como trazer novas oportunidades de escolhas de um curso superior, além dos já apresentados pela Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul).

Em janeiro deste ano, o reitor da Uems esteve reunido também com responsáveis pelo curso de Agronomia de Aquidauana, além do diretor executivo da Fundação MS Alex Melotto, que também estarão apoiando e dando suporte ao curso aqui na cidade.

Como as atividades relacionadas à agropecuária projetam o desenvolvimento do Estado de Mato Grosso do Sul e contribuem para uma grande parcela do PIB brasileiro, o curso de Agronomia contribui sobremaneira para capacitar profissionais especializados, engajados com a necessidade de conviver com as limitações e as potencialidades do Cerrado, visando aproveitar a sua riqueza e maximizar a produção de alimentos, energia, produtos têxteis, dentre outros.

A agronomia é um curso ligado às Ciências Agrárias, envolvendo, profissionais que estão diretamente relacionados às questões agrícolas, seja no desenvolvimento científico-tecnológico, ou em problemas sociais cada vez mais presentes no campo.

Os princípios e objetivos para o Curso de Agronomia incluem: gerar e desenvolver tecnologias para o desenvolvimento agropecuário no estado de Mato Grosso do Sul; capacitar recursos humanos; estabelecer um elo entre o homem do campo e os centros geradores de tecnologia; colaborar com a melhoria da qualidade de vida das populações que vivem das atividades da terra e trabalhar para a sustentabilidade da agricultura.

Da redação