Probabilidade de crescimento de síndrome respiratória grave em MS é de 95%, indica Fiocruz

InfoGripe registra ainda aumento de 135% de casos de SRAG no Brasil

(Foto: Ilustrativa)
A Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) divulgou neste sábado (15) uma nova edição do boletim InfoGripe, que traz dados sobre os casos de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) em todo país. Segundo levantamento, divulgado após um hiato de um mês por conta do “apagão” nos dados do Ministério da Saúde, houve aumento de 135% nos casos de SRAG das últimas três semanas de novembro em relação as três últimas semanas agora. Passou de 5,6 mil casos para 13 mil.
“A velocidade com que com que a Covid-19 se espalha entre a população cresceu, semanalmente, de 4% para 30%”, afirmou o pesquisador Marcelo Gomes, responsável pelo InfoGripe.
Mato Grosso do Sul está entre os estados que registraram aumento, com probabilidade de crescimento entre as mais altas, de 95%. Na verdade, com exceção de Roraima e do Rio de Janeiro, todos os estados têm sinal de crescimento de casos de Síndrome Respiratória Aguda na tendência de longo prazo, sendo que todos esses estão com o indicador em nível forte (probabilidade > 95%).
Crescimento de SRAG por semana
Resultados laboratoriais
Em todas as faixas etárias verifica-se aumento significativo de casos associados ao vírus influenza A (gripe) ao final de novembro e ao longo do mês de dezembro, tendo inclusive superado os registros de Covid-19 em algumas destas semanas. No entanto, os dados relativos ao final de dezembro e à primeira semana de janeiro apontam para a retomada do cenário de predomínio da Covid-19.
Na população infantil, na qual os vírus sincicial respiratório (VSR) e influenza A ainda prevalecem, também verifica-se tendência de aumento nos casos positivos para Covid-19. O pesquisador observa que o cenário de aumento de casos graves de influenza e de Covid-19, anteriores às festas de final de ano, sugerem que tais eventos podem ter representado risco significativo para a população, especialmente em eventos com muitas pessoas.

Clique no ícone e siga-nos / fale conosco: