Policial é assassinado e polícia suspeita da namorada

Foto: Ranziel Oliveira/Midiamax

O policial aposentado Valdecir Ferreira, de 59 anos, foi encontrado morto em cima de sua cama ontem (7/6), no bairro Azaléia em Campo Grande, e a suspeita de ter planejado o assassinato é a própria namorada dele.

Segundo o Midiamax, além da mulher, os policiais do GOI (Grupo de Operações e Investigações) prenderam outras duas pessoas. Os três foram encontrados no início da tarde de ontem, em uma casa no Jardim Tijuca. O trio estava na ‘festinha’ na casa do militar.

A polícia informou que a mulher seria namorada de um dos envolvidos no crime, e que também mantinha relacionamento com o militar aposentado. Então, ela tramou o assassinato ao pensar que a vítima possuía dinheiro, no entanto, até agora, não foi esclarecido como o crime aconteceu, já que o depoimento dos três foi contraditório.

Da casa, conforme o site, o trio levou um par de tênis , um perfume, uma térmica, um cinto e o celular do militar. Eles estavam na festa que aconteceu na casa de Valdecir antes do assassinato.

Valdecir foi assassinado com três facadas nas costas e uma no pescoço. A filha do policial teria recebido ligação avisando que o celular de Valdeci estava no bairro Bom Jardim e que era para ela ir buscar o aparelho.

Com medo, a mulher chamou a polícia para ir até a casa do pai, que estava trancada e teve de ser arrombada pelos militares, que acabaram encontrando o corpo em cima da cama.

Ainda de acordo com o Midiamax, a residência estava toda revirada e com restos de alimentos espalhados na casa, assim como várias latas de cerveja. Antes de fugir, o autor ainda teria tido o trabalho de trancar a casa levando as chaves.

Luiz Guilherme – Maracaju Hoje