Paralisação dos caminhoneiros faz TRE suspender audiências nesta segunda-feira

O expediente e os prazos não sofrem nenhuma alteração, conforme a nota informada pelo órgão

As audiências de primeiro grau e da sessão plenária no TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), previstas para esta segunda-feira (28), foram suspensas em razão da greve nacional dos caminhoneiros e das dificuldades causadas no transporte devido ao desabastecimento de combustível.

A portaria será publicada no diário da Justiça Eleitoral do Estado de amanhã (29), com efeito retroativo ao dia 28. O expediente e os prazos não sofrem nenhuma alteração, conforme a nota divulgada pelo órgão. Tudo volta ao funcionamento normal nesta terça-feira. Os processos pautados para a sessão de hoje serão julgados na próxima sessão do tribunal, que ocorrerá quarta-feira (30). Os juízes eleitorais deverão designar as novas datas das audiências suspensas.

A greve nacional dos caminhoneiros contra os aumentos sucessivos do diesel – que entrou hoje no 8º dia consecutivo – tem 50 pontos de bloqueios parciais em Mato Grosso do Sul, sendo 19 em rodovias federais e 32 em estaduais.

Mesmo depois do presidente Michel Temer (MDB) anunciar medidas para tentar acabar com a greve dos caminhoneiros, a paralisação continua. Manifestantes estacionados no Posto Caravágio, no anel viário de Campo Grande, afirmam que continuam o protesto em retribuição ao apoio popular. Além de redução no preço do diesel, a categoria quer que outros combustíveis tenham preço menor.

Fonte: Campo Grande Nes