Paraguaios e brasileiros festejam Nossa Senhora de Caacupé em vários pontos de Maracaju

Virgem de Caacupé, Padroeira do Paraguai - Internet

Muita comida e música marcam a festa em homenagem à Padroeira do Paraguai

 

Em vários pontos da cidade de Maracaju estão ocorrendo desde a manhã de hoje celebrações religiosas em reverência à Nossa Senhora do Caacupé, padroeira do Paraguai, cujo dia 8 de  dezembro lhe é consagrado.

Nas casas de famílias devotas da santa, que tem para os paraguaios igual importância que tem Nossa Senhora Aparecida aos brasileiros, é servido almoço com muita música e celebrações.

No tradicional Clube Caacupé, no Bairro Paraguai, dirigido pelo casal Oriano e Marta, desde as primeiras horas da manhã já havia música. Ao meio dia foi servido farto almoço aos presentes e a festa deve continuar tarde e noite adentro.

O mesmo ocorre na residência do casal Maria e Armando, na Vila Prateada. Pelo manhã foi servido uma delicosa pucherada no almoço aos devotos da Virgencita de Caacupé e para o período da noite está previsto um delicioso churrasco com muita música e devoção à Padroeira de todo o povo paraguaio.

Não menos animada foi a manhã na residência do casal Ramona e Valdorino. Uma deliciosa costelada, com muita música, brasileira e paraguaia, marcou a celebração à passagem do dia da Padroeira do povo Paraguaio. A festa promete seguir tarde e noite adentro.

HISTÓRIA – A pequena imagem de madeira que ocupa os principais altares paraguaios, a Virgem de Caacupé, foi esculpida por um índio guarani fugitivo.

Vendo-se encurralado pelos índios que o perseguiam e que iriam matá-Io, ele se esconde atrás de uma grande árvore e promete que se fosse salvo faria com aquele tronco que o protegia uma imagem de Nossa Senhora.

Fora de perigo, pois milagrosamente seus perseguidores passaram ao seu lado sem o terem percebido, o índio guarani esculpiu duas imagens da Virgem, uma grande, que destinou à igreja da aldeia, e outra menor, que fez para sua devoção particular.

Mais tarde houve uma grande inundação no lago de Ypacaraí, arrastando tudo que estava a sua margem. Índios e habitantes do lugar ficavam ali na praia na esperança de recuperar seus pertences ou o corpo de algum familiar.

De repente um índio carpinteiro, chamado José, vê descendo pelas águas barrentas uma pequena maleta de couro. Apressa-se em resgatá-la e descobre em seu interior uma pequena imagem da Virgem de Caacupé envolta em panos.

Todos na aldeia sabiam a origem daquela imagem, e em que circunstâncias ela fora esculpida, mas seu dono nunca mais apareceu.

O que ninguém conseguia explicar era por que aquela imagenzinha, que havia percorrido diversas aldeias sem qualquer proteção, acabava sendo encontrada toda embalada, dentro da maleta de couro.

Depois de ficar por algum tempo na casa do índio José, e de ter testemunhado inúmeros prodígios e graças, a imagem foi levada à aldeia de Tobati, onde lhe construíram uma capela. Para ali acorreram muitos moradores e logo a aldeia cresceu, dando origem à cidade de Caacupé.

Caacupé é hoje uma realidade mariana e crescem a cada dia as romarias e procissões para aquele santuário. Padroeira do Paraguai, tem sua festa principal no dia 8 de dezembro de cada ano.

Vários municípios que fazem fronteira com o Paraguai também adotaram a virgem como padroeira, por conta disso é feriado hoje.

O SIGNIFICADO DE CAACUPÉ – Caacupé é um distrito do Paraguai, capital do departamento de Cordillera. Sua população é de 42.127 habitantes. A cidade fica próxima ao Lago de Ypacaraí, que inspirou a famosa guarânia com o mesmo nome, e local de nascimento da cantora paraguaio-brasileira Perla. A palavra Caacupé vem do guarani, Ka´akupe ou Ka´aguy kupe que significa erva atrás da montanha. A principal atração turística é a basílica de Caacupé, fundada em 1765. A cidade possui diversos balneários como Ytú, que serve como limite com a cidade de Piribebuy e os arroios Yhaca Roysá, Irala Ortega. Outro atrativo natural é o monte Kavaju, que possui cinco sacadas naturais de pedra. O Carnaval de Caacupé também é muito famoso, recebendo artistas famosos de todo o Paraguai.