Milho deve elevar colheita recorde de produção de grãos que pode chegar a 271,8 milhões de toneladas

Click e Ouça Aqui

271,8 milhões de toneladas, essa é a estimativa para a produção de grãos no país, anunciado nesta quinta-feira (12), pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Os dados estão publicados no 8º Levantamento da Safra de Grãos 2021/22. O resultado também apresenta um ligeiro ganho de 2,5 milhões de toneladas quando comparado com a estimativa publicada no mês anterior. Essa melhora na produção é explicada pela maior área plantada de milho segunda safra, além do melhor desenvolvimento no final do ciclo das lavouras, sobretudo de arroz, milho e soja.

Para o milho é esperada uma produção total 116,19 milhões de toneladas, elevação de 33,4% em comparação com a safra 2020/21.

O diretor de Informações Agropecuárias e Políticas Agrícolas da Companhia, Sergio De Zen, explicou a importante contribuição do milho para o resultado da safra.

Outra importante cultura de segunda safra, as lavouras de algodão têm apresentado clima favorável para o desenvolvimento da fibra que, aliada ao ganho de área, resulta numa produção de 2,82 milhões de toneladas de pluma. Se confirmado, o volume estimado será o segundo maior já registrado na série histórica.

O clima mais favorável contribui para um maior rendimento dos grãos, na maioria das regiões produtoras, o que traz uma expectativa de colheita em 1,4 milhão de toneladas.

O secretário adjunto de Política do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, José Ângelo, destacou o potencial do setor agropecuário em se tornar o maior do mundo de forma sustentável.

Para saber mais sobre o 8º levantamento da Safra de Grãos 2021/22, acesse o site da Conab, em www.conab.gov.br