Médico oftalmologista, Hélio Haniu agora é também Faixa Preta Shodan de Judô

Hélio Haniu recebendo o grau de Faixa Preta de Judô _ Arquivo Pessoal

 

No último sábado, 30 de setembro, foi realizado o reconhecimento da Faixa Preta Shodan de Judô do Dr. Hélio Haniu, médico oftalmologista, morador de Maracaju há 35 anos e praticante de Judô desde os anos 1960.

Sensei Hélio nunca abandonou os princípios de aprendizados do Judô, passando aos seus filhos e também judocas, Hélio Toshiaki e Eric Katsumi, que foram alunos do Sensei José Fernando, fundador do Judô no município de Maracaju.

Este é o trabalho da Confederação Brasileira de Ligas de Judô, CBLJ, presidida pelo Shihan Eduardo Costa Filho (6º Dan – Faixa Coral), através da Liga de Judô de Mato Grosso do SUL – LIJUMS, que tem como seu presidente o Sensei YonDan Jansser Lorimer, que resgata os princípios e valores do Judô de Kodokan (1ª Academia de Judô fundada por Jigoro Kano, idealizador do Judô), fazendo assim, que se realize o sonho da Faixa Preta, independente das condições de competidor, pois o Grau ShoDan (1º Dan) significa INICIANTE e é o começo de uma longa jornada em busca do aprendizado e das valorizações dos ideais pregados por Jigoro Kano.

Sendo assim, nada mais justa a graduação do Sensei Hélio que no seu depoimento diz que suas atitudes perante a sociedade, a família e a profissão têm muito do que ele aprendeu com o seu Sensei, o Shihan João Shimabukuro (6º Dan), um dos fundadores do Judô do Mato Grosso do Sul, que preserva até hoje os preceitos de Jigoro Kano.

Dr. Hélio, juntamente com seu filho Eric Katsumi Haniu, que está frequentando o curso de graduação para a Faixa Preta realizada pela LIJUMS, pretende continuar a prática do Judô em sua família e na comunidade, montando a sua academia, Haniu Dojô.