Justiça determina internação compulsória de indígenas com Covid

Foto: Casa da Acolhida em Dourados/Divulgação/Campo Grande News

A Justiça Federal de Dourados determinou a internação compulsória de cinco indígenas da mesma família, depois que se negaram a cumprir a quarentena na Casa da Acolhida, que fica naquele município.

Segundo o Campo Grande News, a situação teve início quando houve resultado positivo dos exames de uma gestante e do pai dela. Eles realizaram os testes de Covid-19 no dia 27 de maio e foram notificados a cumprir o isolamento.

No dia 4, a equipe médica visitou a gestante em casa para testagem dos familiares e para pedir que cumprisse o isolamento na Casa da Acolhida, no entanto, todos se recusaram a realizar os testes e ainda a impediu que fosse levada para o local.

A decisão da Justiça determina que os membros da família cumpram o período de isolamento na Casa da Acolhida, sob pena de multa diário de um salário-mínimo.

“Caso não seja implementada a quarentena em um local com acomodações adequadas para o isolamento social desta família, o risco de proliferação exponencial da doença na Comunidade Indígena tornar-se-á iminente. A implementação da quarentena é de urgência e visa a prevenir o problema estrutural de falta de leitos para atendimento dos indígenas, dadas as atuais circunstâncias nas quais se encontra o sistema de saúde indígena”, diz trecho da decisão.

Da redação