Geraldo Resende anuncia recursos para maternidade em Maracaju

Deputado Geraldo Resende apresenta projeto da Maternidade de Maracaju - Paola Loureiro

Em entrevista à Rádio Cidade, parlamentar tucano deixa transparecer que votará a favor de parecer que inocenta Temer

 

O deputado federal Geraldo Resende (PSDB) participou de solenidade no gabinete do prefeito Maurílio Azambuja (PMDB), na manhã desta segunda-feira, ocasião em que anunciou recursos para execução de obra de uma maternidade a ser construída anexa ao Hospital Municipal Soriano Corrêa da Silva.

Ele também falou à imprensa sobre a política nacional e, embora, não tenha declarado seu voto, deixou transparecer que, na próxima quarta-feira, caso haja quorum e votação na Câmara Federal, deverá votar a favor do parecer que inocenta o presidente Michel Temer (PMDB) das acusações formuladas pela Procuradoria-Geral da República.

O anúncio da obra da maternidade foi feito em entrevista coletiva da qual participaram, também, o vice-prefeito Joares Sanches (PSDB), a primeira-dama, Leila Azambuja, o presidente da Câmara Municipal, Hélio Albarello (PMDB), secretários municipais e a quase totalidade dos vereadores que integram o Legislativo do Município. No ato, um técnico ligado à construtora que venceu a licitação para a edificação da obra apresentou a maquete do futuro hospital.

Durante a coletiva, o parlamentar tucano falou sobre sua atuação em favor do setor de saúde e destacou que Maracaju é, hoje, o município que dispõe da melhor estrutura de saúde no interior de Mato Grosso do Sul. Ele afirmou que, como médico, ginecologista e obstetra, tem uma preocupação muito grande com o setor, daí a sua luta por viabilizar os recursos com o governo federal para a construção da maternidade.

Prefeito Maurílio destaca atuação de Geraldo Resende em favor da saúde de Maracaju _ Paola Loureiro

O prefeito Maurílio agradeceu o empenho do deputado Geraldo Resende que ao longo do seus mandatos tem sido um dos principais parceiros da administração municipal na área da saúde. “Estamos concluindo a obra do pronto socorro, com recursos advindos de emenda do deputado Geraldo Resende e já anunciamos a construção da tão sonhada maternidade, também graças ao seu empenho. Só temos a agradecer ao deputado e reafirmar nosso compromisso em oferecer saúde com qualidade à nossa população” afirmou.

POLÍTICA – O deputado também falou sobre o momento político brasileiro e, embora, tenha evitado declarar seu voto, deixou transparecer que, “depois de ouvir lideranças da base política e conversar com integrantes da classe empresarial” decidiu votar contra uma nova ruptura no processo administrativo, contra um novo trauma, “votar pela normalidade política brasileira”. Traduzindo, o deputado deve votar contra a instalação de processo de cassação do mandato do presidente Michel Temer.

Sobre a sessão da próxima quarta-feira, quando serão necessários, no mínimo, 342 deputados federais presentes na Câmara para que ocorra a votação do parecer aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça, que inocenta o presidente, Geraldo Resende disse esperar que se alcance o quorum. “Não ficar nessa espera ‘ad eternum’. É preciso decidir logo essa questão e devolver o país à normalidade político-administrativa” disse.