Dirigir alcoolizado, sem cinto ou falando ao celular terá tolerância zero, diz coronel Pereira

Coronel PM Juraci Pereira, ladeado pelos apresentadores do programa "Primeira Hora", na Rádio Cidade

 

Comandante da 2ª CIPM participou do programa “Primeira Hora” na Rádio Cidade e abordou questões relacionadas à segurança pública no município

 

Comandante da 2ª Companhia Independente de Polícia Militar – 2ª CIPM – de Maracaju, o tenente-coronel PM Juraci Pereira afirmou que, depois de meses de campanhas educativas e de orientação, a partir de agora o ato de dirigir sob efeito de bebidas alcoólicas, sem cinto de segurança ou falando ao celular terá tolerância zero. A revelação foi feita durante entrevista que ele concedeu na manhã de hoje no programa “Primeira Hora”, da Rádio Cidade Maracaju.

“Infelizmente, não dá mais para postergar e a ordem é multar os motoristas que persistirem na infração  de dirigir alcoolizado, sem cinto de segurança ou falando ao celular” explanou o coronel que, na noite de ontem, participou de uma reunião com empresários para tratar de assuntos relacionados a melhorar o sistema de segurança pública no  município. A reunião foi realizada na Câmara Municipal e teve a coordenação da Assema – Associação Empresarial de Maracaju.

O comandante da PM esclareceu que as estatísticas mostram que a única forma de coibir as infrações citadas é a aplicação de multas e, no caso da direção alcoolizada, a apreensão do veículo e a prisão do motorista. “Os números mostram que, entre os motoristas presos dirigindo bêbados, a reincidência é praticamente zero”.

Coronel Pereira faz questão de deixar claro que a PM não tem qualquer intenção de espalhar terror no trânsito de Maracaju. Porém, há um limite de tolerância e esse limite já foi atingido. “O Código de Trânsito foi sancionado há muitos anos; campanhas foram realizadas permanentemente e continuamos vendo as infrações sendo cometidas. A partir de agora é ordem é parar o motorista e multá-lo e em o motorista não parando, a ordem é multá-lo em movimento se estiver sem cinto ou falando ao celular” esclarece.

Apenas a título de informação, o coronel PM lembrar que a direção sem o uso do cinto é um vício dos motoristas locais. “Basta ver que quando um motorista vai viajar, ele só coloca o cinto de segurança quando atinge a rodovia”.

A medida, de acordo com o oficial da PM, é para garantir a integridade dos cidadãos maracajuenses. “As três ações a serem coibidas com multas – direção alcoolizada, sem cinto e falando ao celular – são responsáveis pela quase totalidade dos acidentes de trânsito no Brasil e o quem queremos com essa medida é evitar que os maracajuenses façam parte desse número trágico” frisou.