Dinapec discute Cultivo de mandioca do tipo mesa.

Evento discute viabilidade do cultivo de mandioca do tipo mesa dentro da agricultura familiar da Capital. Foto DINAPEC.

Instituições públicas do Estado, União e Município, vem debatendo um projeto que viabilizara o cultivo de mandioca do tipo mesa dentro da agricultura familiar da Capital.

No Dinapec – Dinâmica Agropecuária de Baixo Carbono, realizada pela Embrapa e pelo Sistema Famasul, foi discutido o assunto em uma reunião por autoridades do setor produtivo.

A ideia é implantar uma unidade demonstrativa de cultivo de mandioca em duas áreas na Capital. O primeiro espaço será cedido pela prefeitura dentro das dependências da Cidade dos Meninos, região norte da cidade, e o outro local é uma área do Cepaer – Centro de Pesquisa e Capacitação da Agraer, base de estudos da instituição, situado na saída para Rochedo.

O diretor-presidente da Agraer, André Nogueira diz “as primeiras mudas de mandioca plantadas serão certificadas, ou seja, são mudas registradas pelo Mapa. Um material mais sadio, livre de doenças, o que permite um repasse de maior qualidade ao agricultor familiar que fará o cultivo e, consequentemente, um produto mais saudável e de ótimo preparo que chegará ao consumidor”.

O trabalho é voltado para o cultivo da mandioca de mesa, vendida diretamente para o mercado consumidor e dentro da merenda escolar por meio do Pnae – Programa Nacional de Alimentação Escolar.

A Dinapec vai até as 16h00 de hoje , na sede da Embrapa Gado de Corte que fica na Av. Rádio Maia nº 830, Campo Grande.

Narcizo Corpes – Ascom/Dinapec.