DIA DE CÃO – Bombeiros atendem quarto incêndio em área rural de Maracaju

Incêndio devasta área da Aldeia Indígena Sucuri'y - Maracaju Hoje

 

Jota Menon

Um dia para não ser lembrado pelos homens que integram o Corpo de Bombeiros de Maracaju. Assim deverá ser este 8 de agosto de 2017 quando ao menos quatro grandes incêndios irromperam zona rural afora fazendo com os “homens do fogo” se desdobrassem entre um e outro combate a chamas que se alastravam e colocavam em risco até a mesmo a integridade física da população de Maracaju.

O primeiro grande sinistro ocorreu na Fazenda Camponesa, com sede administrativa localizada a cerca de 20 km do perímetro urbano de Maracaju.

Incêndio na Fazenda Noroeste resultou graves lesões ao produtor rural Edmilson Vincensi – Maracaju Hoje

Depois, por volta das 14h00, o incêndio mais grave foi registrado na Fazenda Noroeste, na saída para Campo Grande, a cerca de dois quilômetros da sede do município.

Lá, o produtor rural Edmilson Vincensi acabou sofrendo queimaduras acentuadas pelo corpo quando tentou retirar um trator do meio do incêndio. O veículo estava em chamas e quando era conduzido pelo produtor rural acabou explodindo. Vincensi sofreu queimaduras em pelo menos 80% do corpo e devido à gravidade de seu estado de saúde foi transferido do Hospital Municipal de Maracaju para unidade hospitalar de Campo Grande no sistema “Vaga 0”.

Incêndio na área experimental da Fundação MS, contígua ao Bairro Egydio Ribeiro _ Maracaju Hoje

Mal acabara de controlar o incêndio na saída para Campo Grande e os Bombeiros eram acionados novamente para debelar chamas violentas que destruíam pastagens e plantações de milho em uma propriedade contígua à Fundação MS e ao bairro Egydio Ribeiro em Maracaju. Neste sinistro, os bombeiros contaram com a ajuda de aviões agrícolas para resfriar as áreas em chamas. Os aviões foram fornecidos por empresas locais com apoio de empresários e do Sindicato Rural que forneceram combustível para as aeronaves lançarem água sobre as chamas.

Logo em seguida ao controle no incêndio do Egydio Ribeiro o fogo se alastrou nas terras da Aldeia Indígena Sucuri’y, logo acima da ponte sobre o Rio Cachoeirão, a cerca de 6 km da sede do município, na região da Fazenda Alegria.

Aviões agrícolas foram utilizados no combate às chamas – Maracaju Hoje

Com o incêndio teve início na altura da rotatória da rodovia estadual de leito natural que demanda a Dourados (Estrada da Picadinha), a Polícia Militar se deslocou com uma viatura ao local para orientar motoristas a evitarem parar próximo das chamas, já que elas estavam às margens da estrada e poderiam provocar novos acidentes como incêndio em veículos.

Apesar dos quatro grandes sinistros verificados em áreas rurais próximas nesta tarde de terça-feira, a reportagem do “Maracaju Hoje”, percorrendo os bairros da cidade, constatou que muitos moradores continuam a queimar lixo, a despeito de os Bombeiros alertarem que devido a umidade relativa do ar estar abaixo de 20%, as queimadas domésticas constituem grande perigo para o morador e pode, inclusive, contribuir para o surgimento de outros focos de incêndio.