Deputado Lídio Lopes visita Maracaju e se diz aberto á parcerias.

Deputado faz visita cordial e conversa com presidente da Câmara Municipal de Maracaju e Prefeito do município. Foto: Assembleia legislativa MS.

Maracaju – MS, 08.03.18. Em visita à Maracaju, nesta quarta feira, o Deputado Estadual Lídio Lopes (Patriotas/MS), antigo PEN, esteve na Câmara Municipal e Prefeitura, onde se encontrou com o vereador Hélio Albarelo (MDB), Presidente da Câmara municipal, e com o Prefeito Maurílio Azambuja (PSDB).

O parlamentar conversou com a reportagem do jornal Maracaju Hoje (MH) on line, e Rádio Cidade AM – Futura 104, 3 FM Cidade.

Lídio Lopes disse que trata-se de uma visita de cortesia aos “poderes”, em Maracaju, onde tem muitos amigos, e a oportunidade de estabelecer um diálogo no campo político:

“É sem dúvida uma bela oportunidade para rever grandes amigos, e tentar estabelecer uma parceria política que traga a população do município de Maracaju, benefícios na forma de recursos, uma vez que como Deputado estadual, temos como viabilizar estes recursos através de emendas parlamentares”. Ponderou o parlamentar que é esposo da vice-prefeita de Campo Grande – Adriana Lopes, também do “Patriotas”.

Sobre o cenário político na capital do estado, Lídio deu a seguinte declaração: “Foi com muita dificuldade que  a administração do Prefeito – Marquinhos Trad e a vice – Adriana, conseguiram sanear as contas e colocar Campo Grande no rumo certo”.

“Essa tem sido a postura do Patriotas – uma postura de protagonismo na construção políticas voltadas aos interesses públicos, seja no cargo majoritário, seja como parceiro, de um projeto sério”, garantiu o deputado.

Eleições Presidenciais.

Lídio Lopes disse que, a nível nacional, o “Patriotas” aguarda a decisão do pré candidato Jair Bolsonaro, hoje ainda no PSC, sobre um fechamento com o partido. Seria esta a única forma da sigla construir uma candidatura própria:

“O partido aguarda a decisão do Bolsonaro de fechar com agente para ser o nosso candidato à presidência da república, mas caso essa parceria não venha se concretizar, o Patriotas não deve lançar candidatura majoritária, deve buscar uma negociação de apoio à uma proposta coerente com o nosso projeto para o Brasil”, explicou sem deixar claro, no caso de Bolsonaro buscar outra sigla, se o partido o seguiria ou não.

Narcizo Corpes.