Conmebol pune Chapecoense, que fica eliminada da Libertadores

Luiz Otávio disputa jogada pelo alto contra o Lanús e a Chapecoense foi punida pela escalação do zagueiro - Agustin Marcarian/AP

Entidade dá vitória por 3 a 0 ao Lanús por escalação irregular no time catarinense

 

O Globo, com agências internacionais

23/05/2017 16:39

 

A caminhada da Chapecoense em sua primeira Taça Libertadores da América terminou nesta terça-feira de forma precoce e infeliz. O clube catarinense foi punido pela escalação irregular do zagueiro Luiz Otávio na vitória sobre o Lanús-ARG na última semana, na Argentina. A Conmebol decidiu, como punição, anular o placar e deu vitória por 3 a 0 ao time argentino.

“Resolução oficial. Determinar o resultado oficial de 3 a 0 a favor do Lanús. Os dois clubes foram comunicados”, disse a Conmebol.

Com a mudança, a Chapecoense ficou com apenas 4 pontos, na lanterna do Grupo 7, e não tem mais chances de classificação. O time catarinense recebe o Zulia-VEN na Arena Condá esta terça, às 19h30m, pela última rodada da fase de grupos. Não há mais chance matemática de alcançar o Nacional-URU, vice-líder da chave com 8 pontos, nem o próprio Lanús-ARG, que foi a 10 pontos após ter a vitória atribuída.

A Chapecoense foi comunicada pelo quarto árbitro da partida contra o Lanús, pouco antes do apito inicial, que o Luiz Otávio estava punido com três jogos de suspensão e, portanto, não poderia entrar em campo.

O clube alegou não ter sido comunicado previamente pela Conmebol e pela CBF, e decidiu bancar a utilização do jogador, que já estava relacionado. Luiz Otávio marcou o gol da vitória da Chapecoense sobre o Lanús, aos 43 minutos do segundo tempo. Vitória esta que, agora, foi anulada pela Conmebol.