Aparecimento de peixes mortos no Montalvão preocupa maracajuenses

Exemplar de curimbatá morto ainda podia ser visto na manhã de hoje no Montalvão _ Foto: Narciso Corpes

 

O aparecimento de vários peixes mortos no riacho Montalvão causou preocupação aos moradores das imediações do Bairro Egídio Ribeiro, na Zona Sul da cidade.

O aparecimento dos peixes boiando foi constatado na manhã de ontem. Técnicos do setor do meio ambiente local foram informados do ocorrido e criou-se um clima de apreensão entre populares, uma vez que não se sabe, ainda, se o que causou a mortandade de várias espécies de peixes.

Na região do Egídio Ribeiro está instalada a Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul – Sanesul -, mas não há registro de vazamentos no local.

A região também é cercada por áreas cultivadas com soja e nesse período do ano é comum a utilização de produtos químicos para a dessecação das áreas prestes a ser colhidas, o que motiva desconfiança de que algum trabalhador rural incauto pode ter deixado cair veneno no curso d’água.

O produto químico utilizado para a dessecagem de áreas de soja tem em sua fórmula o 2.4D, um produto que pode causar danos irreparáveis tanto ao homem quanto ao meio ambiente.

Na manhã de ontem, a reportagem do MH esteve na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente onde foi informada de que os técnicos do setor estariam vistoriando a área em que foram encontrados os peixes mortos na tarde de hoje em companhia de técnicos da Sanesul e só depois disso emitiriam um parecer sobre o ocorrido.

Jota Menon