Alvo de denúncia, Gabriela Pugliesi diz ter ‘consciência tranquila’

Blogueira ainda não se pronunciou sobre queixa-crime apresentada ao MP

RIO – Um dia depois de o Conselho Regional de Educação Física do Rio de Janeiro e do Espírito Santo (Cref1) informar que encaminhou queixa-crime contra Gabriela Pugliesi, de 30 anos, ao Ministério Público do Rio de Janeiro, por exercício ilegal da profissão de educador físico, a blogueira fitness publicou um post no Instagram Stories no qual diz ter a “consciência tranquila”.

“Nada melhor na vida do que consciência tranquila e paz no coração. Com isso, tudo fica pequeno e qualquer coisa é resolvida. Mídia sensacionalista é fantasia, mas infelizmente é o que alimenta a maioria. Deus é mais”, escreveu ela.

Em outra postagem, a blogueira fitness escreve sobre como reagir a adversidades. “Você pode escolher ver um problema ou uma injustiça, como algo ruim, ou como aprendizado”.

Como prova de que Gabriela atuou como educadora física irregularmente, o Cref1 enviou vídeos recebidos pelo departamento de fiscalização que mostrariam a blogueira ministrando aulas de ginástica na Praia da Barra, na altura do Posto 3, em um evento comercial. Na ocasião, por meio de nota, ela negou ter ministrado aulas no evento. No início de fevereiro, quando tomou conhecimento do fato, o Cref1 anunciou que investigaria a conduta de Gabriela.

Essa não é a primeira vez que Gabriela Pugliese se envolve em uma polêmica com um órgão de classe. Em novembro de 2015, após oferecer uma dica inusitada para quem quer perder peso: enviar nudes para a melhor amiga e autorizar a postagem da foto caso saia da dieta, entrou na mira do Conselho Regional de Nutricionistas 2ª Região. O órgão emitiu uma nota, na qual repudiava os conselhos fornecidos por leigos para perda de peso e qualificava a orientação como irresponsável.

A blogueira foi procurada, por e-mail, para comentar a acusação do Cref1, mas ainda não se pronunciou.

Fonte: O Globo